#IBELONG

Atualmente, 10 milhões de pessoas em todo o mundo não têm uma nacionalidade. Elas geralmente não podem ir à escola, ser atendidas por um médico, conseguir um trabalho, abrir uma conta bancária, comprar uma casa ou mesmo se casar.

Você pode ajudar a mudar a vida destas pessoas.

ASSINE A CARTA ABERTA PELO
FIM DA APATRIDIA

Obrigado pelos

69451

apoiadores que estão ajudando a mudar a vida das 10 milhões de pessoas no mundo que não têm uma nacionalidade.

Assine nossa Carta Aberta pelo Fim da Apatridia e torne-se parte deste movimento global para acabar com esta injustiça.

Hoje, mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo não pertencem a lugar algum.

Elas são chamadas de ‘apátridas’. A elas é negada uma nacionalidade. Com isto, também são negados seus direitos básicos.

A apatridia significa uma vida sem acesso à educação, cuidados médicos ou emprego legalizado. Significar uma vida sem que se possa circular livremente, sem perspectivas ou esperança. A apatridia é desumana.

A apatridia é causada, principalmente, pela discriminação. Por questões étnicas ou religiosas. Porque em alguns países a mulher não pode passar sua nacionalidade aos filhos.

Acreditamos que chegou a hora de acabar com esta injustiça. Com determinação, sabemos que é possível. Governos podem mudar suas leis e procedimentos, garantir aos apátridas seus direitos e dar a eles um lugar para pertencer.

Dentro de 10 anos, nós podemos garantir que todos tenham uma nacionalidade. Porque se não fizermos isso, a injustiça só vai piorar.

A cada 10 minutos uma criança nasce apátrida. Quando você tiver terminado de ler esta carta, outra pessoa pode ter começado sua vida sem nacionalidade.

Estamos prontos para fazer nossas vozes serem ouvidas. Acreditamos que se tomarmos uma posição, outros se juntarão a nós. E se estivermos em número suficiente, conseguiremos acabar com essa desumanidade.

Precisamos de 10 milhões de assinaturas para mudar 10 milhões de vidas. Há 60 anos, o mundo concordou em proteger os apátridas. Agora é hora de erradicar a apatridia.

Fields marked with an * are required

Fique informado